TÁ VAGO? ENTÃO DEIXA A GENTE USAR!

Certamente tu já passou por algum terreno baldio e pensou: com um pouco de cuidado, dava pra fazer alguma coisa legal nesse espaço. A Associação das Hortas Coletivas do Centro Histórico (AHCCH) encontrou um terreno assim no nº 70 da rua José do Patrocínio e viu ali o espaço perfeito para o plantio comunitário de hortaliças.

Só tem um problema: a prefeitura, dona daquele espaço, está relutando em cedê-lo para a AHCCH.

Ela diz que o terreno está “destinado a ser utilizado por setores deste município”, mas não dá mais esclarecimentos. O espaço segue inutilizado faz mais de dez anos. Será que a prefeitura pretende mesmo utilizá-lo, ou só quer segurar o terreno?

Hortas comunitárias são pontos de convivência dentro da cidade. Os vizinhos se encontram para trabalhar juntos, trocar ideias, e de quebra voltam pra casa cheios de hortaliças saborosas e sem veneno. Atualmente, o terreno da prefeitura é um ponto de encontro só para ratos e mosquitos, inclusive o famoso aedes aegypti. Melhor promover a saúde do que isso, não?

Usa a caixa ao lado pra avisar a prefeitura de que não queremos que um terreno assim continue abandonado.
Se a prefeitura não vai fazer nada com o espaço, nós faremos!

Envie um e-mail para quem pode tomar essa decisão

Quem você vai pressionar (2 alvos)
    Como funciona?
    1. Estamos ligando para o seu alvo
    2. Assim que alguém atender do lado de lá, vamos te ligar
    3. Quando você atender, conectamos as ligações
    4. Agora é com você!

    0
    emails enviados






    Fachada do imóvel
    QUER MAIS? LEIA O PROJETO DA HORTA!
    Clique em "Click to read" na imagem


    O QUE JÁ FIZEMOS!
    De semente, a ideia de um grupo de vizinhos de produzir alimentos livres de agrotóxicos está virando broto. Passados 14 meses desde os primeiros encontros, e depois de esbarrar na falta de permissão, por parte da prefeitura, para utilizar um terreno que havia identificado como ideal para o cultivo, a Associação das Hortas Coletivas do Centro Histórico (AHCCH) bateu pé e já começou a limpeza de uma área particular cedida pelos proprietários para início de plantio. Cultura, afetos e muita mão na massa pra deixar nosso Centro mais verdinho! Mas não desistimos do terreno na José do Patrocínio, que abasteceria 5 bairros. Confere aí o que já fizemos e vem junto!






    Benefícios da horta comunitária do Centro

       


    OUTRAS HORTAS NA CIDADE

    Quem acha que uma horta coletiva soa meio "hippie" demais vai se surpreender ao saber que existem várias delas em Porto Alegre.  São espaços onde a população trabalha em mutirão, plantando e colhendo alimentos, reciclando resíduos orgânicos em composteiras e convivendo com vizinhos. O trabalho é dividido entre todos os participantes. O alimento, também.


    Quer participar de uma horta urbana? Confere aqui algumas delas:


    Horta da Lomba do Pinheiro

    Voltada para a comunidade da Lomba, é uma das iniciativas desse tipo mais antigas na cidade.


    Espaço Floresta

    Travessa Carmem, 111, Floresta (como chegar)

    Horta ainda em fase de implementação, em espaço cedido pelo DMLU (viu, prefeitura?)



    Horta Urbana Arado Velho

    Av.Inácio Antônio da Silva, s/n - Belém Novo (como chegar)

    Antes um espaço de despejo de lixo, a área foi transformada em 2016 pelo Coletivo Plantaê numa horta e pomar.




        TU SABIAS?

    • O Brasil é líder mundial no consumo de agrotóxicos. No Rio Grande do Sul, o consumo por pessoa ultrapassa 8,3 litros por ano, enquanto a média do país é de 5 litros por ano (dados de 2011). A Organização Mundial da Saúde (OMS) associa agrotóxicos a sintomas de intoxicação aguda e crônica que levam a lesões renais, arritmias cardíacas,  retardos, doença de Parkinson e câncer.
    • Hortas comunitárias são um meio da população cultivar, a baixíssimo custo, seu próprio alimento livre de agrotóxico.
    • A horta comunitária do Centro será realizada em associação com a Escola Municipal Porto Alegre (EPA), uma das únicas escolas de ensino fundamental no Brasil que atende jovens e adultos em situação de rua e outros casos de vulnerabilidade social extrema.







    MAIS INFO

    Vídeos e reportagens sobre agricultura urbana

         
    Nossa mobilização na mídia
       

        

    A Rede Minha Porto Alegre é formada por porto-alegrenses que acreditam no poder da participação para construir uma cidade melhor. Nós acreditamos que um mundo melhor começa por iniciativas locais - como a realização de hortas comunitárias no meio urbano. Essa prática não só contribui para a promoção da saúde e da educação ambiental, como também para criar um espaço de troca entre vizinhos.



    Crédito das fotos: ItzaFineDay (foto 1) | Google Maps (foto 2 e 3) | Fotos do terreno tiradas por HCCH | Fotos das demais hortas: reprodução/Facebook | Felipe Farias (foto Arado Velho)
    Se tu és a autora ou o autor de alguma foto e sentes-te incomodada ou incomodado com o uso que fizemos dela, fala conosco: contato@minhaportoalegre.org.br



    A Associação de Hortas Coletivas do Centro Histórico articula moradores e frequentadores da região central de Porto Alegre para o desenvolvimento de espaços de agricultura coletiva em ambiente urbano. A associação desenvolve planos de implementação de hortas em espaços vazios, e funciona de forma voluntária. Quem trabalha nas hortas colhe produtos orgânicos e bons momentos com a comunidade.